.
 
 
Pastor Alemão Pastor Alemão
Filhotes de Pastor Alemão Filhotes
Cães Pastores Alemães do Canil Cinzas do Fênix Nossos Cães
Programa de Criação de Pastor Alemão Programa de Criação
Matrizes Pastor Alemão Trote Flutuante
Material Técnico
Links
Últimas Atualizações
Fale Conosco
Página Inicial

 
  O Pastor Alemão Cinza

Foto 01 : "Dodge do Cinzas do Fênix - 82 dias"
Acompanhem as mudanças na cor de um Pastor Cinza,
clicando aqui e visitando a página do Dodge

Entender, reconhecer e distinguir, lidar com os prós e contras, a genética, e, a presença nas duas linhas (estrutura e trabalho) são alguns pontos que podem ser abordados quando pretende-se descrevê-lo.


Foto 2: "Gelo do Cinzas do Fênix."

O Cinza nada mais é do que uma cor que a raça pode apresentar sem prejuízos na sua pureza, sendo aceita internacionalmente pelo Standard da raça. Há, porém, uma preferência de alguns criadores, pelo capa preta com vermelho.


Foto 3: "Cheyenne von Arlett" – Linda!

"COR: varia desde o preto, com marcas marrom avermelhado, marron ou amarela, até o cinza claro. Preto ou cinza unicolor sendo, o cinza, encarvoado (sombreado). Máscara e manto, pretos. Pequenas e discretas marcas brancas no antepeito ou uma coloração muito clara na face interna dos membros são toleradas, mas não desejadas. A trufa deverá ser, necessariamente, preta em todas as cores de pelagem. São penalizadas,
como sinal de pigmentação insuficiente, a ausência da máscara, os olhos claros ou penetrantes, as marcas claras e esbranquiçadas, no antepeito e na face interna dos membros, as unhas de cor clara e a ponta da cauda avermelhada. O subpêlo é cinza claro. O branco não é admitido."


Foto 4: "Dasty Von Arlett Neu"


Na prática contata-se que são animais que nascem com uma coloração amarelada por todo o corpo e com uma faixa escura sobre a linha dorsal. É nesta fase da vida que fica mais fácil de se distinguir a cor do animal. A partir daí gradativamente ele vai aumentando a sua quantidade de preto pelo corpo, podendo chegar a ficar bastante escuro, confundindo-se em alguns casos com cães capa preta.


Foto 5: Filhotes da "Zorra"

Foto 6: "Zorra" com 50 dias e com 4 meses


Essa coloração só se define por volta dos 3 anos!


Foto 8: Aos 2 anos

De acordo com a nossa experiência e com o material que pesquisamos, pudemos observar que algumas características foram observadas por mais de um autor, como por exemplo, a predominância de unhas negras, lábios negros, máscara sempre presente e olhos escuros, neste caso, devemos salientar o descrito no padrão, quanto ao desejo por animais com pigmentação escura.

Outro comentário comum, é com relação ao potencial de ações dirigidas por força instintiva, como impulso mais forte para as primeiras mamadas, fêmeas que regurgitam alimento para seus filhotes, maior habilidade reprodutiva de uma forma geral, caça mais aguçada, proteção de território mais eficaz devido a uma maior disposição e conseqüente maior cobertura de terreno (esse ponto é questionável, devido existirem animais capa preta e pretos muito bons nessa função, podendo ser, portanto, uma questão de seleção e não algo sempre presente na genética).


Foto 10: "Zorra" fazendo guarda aos 5 e ½ meses

Nota-se também que os Cinzas costumam apresentar maior peso ao nascer e maior ganho de peso durante a fase de amamentação.

Não podemos deixar de comentar que por ter um menor número de entusiastas no mundo todo, houve um momento que os bons exemplares, na linha de estrutura, nesta coloração, eram extremamente raros. Assim como ocorre com os Pretos.


Foto 11: "Stewart da Casa da Serva" – um belo exemplar!

Acontece que na linha de estrutura, prioriza-se muito a beleza, na seleção e acasalamento dos animais, e, portanto, os que são pretos e vermelhos, tidos como a cor do momento no mundo todo, acabam sendo mais acasalados, prevalecendo e se destacando.

Já na linha de trabalho, a estética é secundária à habilidade funcional, e nela, encontramos muitos Pastores Alemães (PA) Cinzas. Lembrete: O PA é um cão de trabalho!


Foto 12: Horand von Grafrath – O primeiro PA da história; era Cinza!


Uma discussão interessante é: Por quê isso ocorre? Existem 2 hipóteses mais prováveis:

1) Os PA cinzas tem maior habilidade natural para o trabalho e portanto foram os mais utilizados pelos criadores que priorizam a função.

2) A cor cinza é geneticamente dominante e por isso quando não há intenção de "abafá-la" ela se mantém por gerações.

Destaca-se abaixo um dos ícones dentro da linha de trabalho:


Foto 13: V "Fero von Zeuterner Himmelreich"

É claro que pode ter havido por parte dos criadores de cães de trabalho uma preferência pelo cinza o que seria um facilitador para o desenvolvimento desta cor em animais com destaque em suas habilidades funcionais.

Já que entramos no assunto genética, entendemos sua herança como Dominante (A) e dependente de um único par de genes (AA ou Aa) que acaba por carregar uma genética para cães com pigmento negro, como já foi comentado acima.


Foto 14: "Brix do Vale das Arábias" (4 meses) – pai da "Zorra"

Sendo assim, admite-se o Capa Preta como recessivo (aa).


Foto 15: "Calissa do Vale das Arábias" (4 meses) – mãe da "Zorra"

Então, só nascerá um PA cinza se ao menos um dos pais forem dessa cor, não importando se é cinza homozigoto (AA) ou heterozigoto (Aa). O que ocorre é que se o cinza for homozigoto (AA) toda a ninhada será de cinzas, e, se o cinza for heterozigoto (Aa) a ninhada será estatisticamente de 50 % cinza e 50 % capa preta .


Foto 16: A irmãs "Zorra" e "Zahra"

Porém, estatisticamente, se ambos os pais forem cinzas, poderemos ter 3 resultados diferentes:

I) Cinzas e Heterozigotos (Aa + Aa) = 25% AA, 50% Aa e 25% aa.

II) Cinzas e Homozigotos (AA +AA) = 100%AA

III) Se cinzas, mas 1 AA e o outro Aa = 50% AA e 50% Aa.

-------------------------------------------

Abaixo: O lendário,

- VA Cinza -

O PA Cinza mais famoso dentro da linha de estrutura!

VA2 Timo Berrakasten – Magnífico!

Foto 17: VA2 Timo Berrekasten

 

Obrigado(a) pelo interesse.
Ficaremos felizes em receber informações, curiosidades ou imagens.
Leia mais em: http://www.arlett.de/sables/index.html

Leandro de Paula
Médico Veterinário CRMV SP 13104
www.cinzasdofenix.com.br

Créditos das fotos:

Fotos 1, 2, 4 a 10 e 16: São de arquivo pessoal, e, algumas, encontram-se a disposição no site: www.cinzasdofenix.com.br

Foto 3: Copiada do endereço: http://www.arlett.de/hunde/cheyennevonarlett.html

Foto 11: Cedida pelo pastoreiro, Eduardo Ferreira dos Santos, autor da foto.

Foto 12: Copiada do endereço: http://www.pedigreedatabase.com/gsd/pedigree/1208.html

Foto 13: Copiada do endereço: http://www.pedigreedatabase.com/gsd/pedigree/268.html

Foto 14: Copiada do endereço: http://www.pedigreedatabase.com/gsd/pedigree/470749.html

Foto 15: Copiada do endereço: http://www.valedasarabias.com.br/images/Calissa-Mvc-327f.jpg

Foto 17: Copiada do endereço: http://www.pedigreedatabase.com/gsd/pedigree/20964.html